Produtores legalizados da carne de caranguejo pedem mais segurança na Vila do Treme

07/06/2016

Reportagem de

 

Segundo informações, os trabalhadores chegaram cedo no órgão, até uma caixa térmica com lanches e água foi trazida.

A vinda até o Ministério Público foi para denunciar as constantes ameaças e ainda cobrar mais segurança na localidade do Treme.

 

Todas essas pessoas dependem do sustento que vem da associação que já existe há cerca de dois anos, mas durante esse período, os associados já enfrentaram vários problemas, entre eles o mais grave a destruição do prédio em que trabalhavam.

 

A associação é a única no Brasil a possuir registro e selo de qualidade, possuindo também fiscalização regular por parte da Adepará.

 

De acordo com informações de associados, os responsáveis pela confusão que culminou na destruição do prédio, foram algumas pessoas que também trabalham com a carne de caranguejo, mas trabalhadores que realizam o serviço na clandestinidade.

 

Após vários minutos de conversa com a Promotoria, os representantes da associação se dirigiram até a delegacia de Bragança para registrar um boletim de ocorrência.

 

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes