EDUCADORES LUTAM POR MANTER SONHO DIANTE DO PESADELO DE FALTA DE SALÁRIO

26/10/2016

Reportagem de

 

Maurício Rocha e Nilma Maria são professores da rede municipal de ensino. Os dois são concursados, tem filhos e vieram de outra cidade realizar um sonho em Bragança. Além dessas semelhanças, os dois tem problemas em comum, o salário atrasado.

 

Por causa da falta de pagamento, os dois tiveram que mandar seus filhos para as cidade de origem morar com familiares, porque não tem condição de mantê-los.

 

Mauricio e Nilma e outros colegas de profissão e representantes do Sintepp foram hoje ao Ministério Público em busca de respostas referentes aos processos que correm na casa, principalmente pelo pagamento de salários que ocorrem de forma fragmentada.

 

A equipe foi recebida pelo promotor de Justiça Daniel Barros e depois de mais de meia hora de reunião, não tiveram boas noticias, apenas recomendações, é o que afirma Leia Pinto, coordenadora do Sintepp.

 

Uma das orientações do promotor era reunir documentos que comprovem o não pagamento de servidores para serem apresentados até segunda-feira.

 

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes