Possível aumento de salários do executivo causa protesto no legislativo de Bragança

10/11/2016

Reportagem de

 

O público presente no plenário da Câmara de Vereadores de Bragança, na manhã desta quinta-feira, 10, era de maioria de jovens e estudantes universitários.

 

Eles foram até a casa de lei protestar e fiscalizar a possível votação de um projeto de lei que daria aumento nos salário de prefeito, vice-prefeito e secretários municipais.

 

A notícia ganhou ênfase nas redes sociais e indignação aos vereadores que fizeram parte da sessão de hoje.

 

O documento que espalhou nas redes sociais detalha o projeto. Segundo ele, o prefeito passaria a receber R$ 18 mil (hoje 10 mil reais), o vice R$ 13 mil (hoje 8 mil reais) e os secretários R$ 7 mil (hoje 5 mil reais). O documento ainda diz que os pagamentos seriam feitos em parcela única e mensalmente, sendo vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória.

 

O documento é assinado pelo vereadores Edivaldo Costa, primeiro secretário, César Monteiro, segundo secretário, e pela presidente da Câmara Irene Farias.

 

Com tanta pressão, a presidente foi obrigada a se comprometer em tribuna que o fato não passou de boatos e de que o projeto jamais seria votado devido as condições econômicas que assombram o município.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes