Crise econômica tem feito o trabalho infantil aumentar

22/11/2016

Reportagem de

 

Segundo a coordenação de fiscalização de combate ao trabalho infantil do Ministério do Trabalho no Pará, o alto número de crianças e adolescentes que trabalham no Estado se deve à alguns fatores como o socioeconômico.

 

Já que a crise no país é cada vez maior e a falta de políticas públicas específicas voltadas para as crianças e adolescentes do interior, na faixa etária que de cinco a dezessete anos de idade.

 

O acidente ocorreu no bairro do Jiquiri, região afastada do centro da cidade. Segundo informação do proprietário dá fábrica, o adolescente não trabalhava na olaria, mas visitava com frequência os amigos que trabalham lá. A versão foi confirmada pelo pai. O jovem havia sido alertado várias vezes para não se aproximar da máquina. Após ser socorrido pelo Samu, a vítima foi levada ao hospital metropolitano em Belém e passa bem. Um inquérito foi aberto e agora a polícia tem trinta dia para apurar o caso.

 

Ainda de acordo com a coordenação do ministério do trabalho, o pequeno número de auditores fiscais do trabalho direcionados para o Pará também é um dos fatores que ajuda a impedir o combate ao trabalho infantil no Estado. São 59 auditores para atender 144 municípios.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes