Sessenta e nove escolas fundamentais devem ser extintas no Pará, 10 em Bragança

20/01/2017

Reportagem de

 

A ordem foi publicada no diário oficial do estado Pará no dia 11 deste mês. Nela o secretário adjunto de ensino, José Roberto Alves da Silva autoriza a extinção de 69 escolas do sistema de ensino do Pará que, segundo o órgão, estão inativas e sem demanda estudantil há pelo menos três anos, entre elas 10 da região bragantina. A portaria estar em vigor desde o dia da publicação.

 

As 10 escolas bragantinas, que funcionavam na zona rural e urbana são:

 

1.EEEF Augusto Montenegro;

2.EEEF Cesar Pereira;

3.EEEF Jesuína Rosário Melo;

4.EEEF Jose de Anchieta;

5.EEEF Nossa Senhora do Perpetuo Socorro;

6.EEEF PE Paulino Brambilla;

7.EEEF Pedro Sousa;

8.EEI Taperuçu Porto;

9.EF Jose Bezerra de Araújo;

10.EF Nova Canindé;

 

A nossa equipe de reportagem tentou entrar em contato com a 1ª URE de Bragança para falar sobre o assunto, mas estava fechada para funcionamento interno. Acredita-se que o processo para esta medida desde 2015.

 

Algumas dessas escolas citadas tiveram seus alunos remanejados para outras instituições.

 

Veja a lista completa no Diário Oficial de 11 de janeiro de 2017.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes