Conjunto João Mota II tem criadouro de mosquito em potencial

23/01/2017

Reportagem de

 

A batalha travada pela dona de casa Rita Fonteles é por meio de inseticida. Todos os dias é assim. Mas quando chegam as chuvas, tudo se torna mais preocupante.

 

A fonte desta guerra é uma galeria aos fundos do residencial João Alves da Mota II. A água parada tem como resultado a proliferação assustadora do inseto.

 

São larvas e mosquitos de se perderem de vista. Rita afirma que o trabalho de agentes de saúde é raro no espaço.

 

Procuramos a secretaria municipal de saúde. Segundo o secretário Mário Junior há uma demanda de trabalho para o conjunto João Alves da Mota.

 

Ele ainda afirma que nos próximos dias mutirões acontecerão no município em combate ao mosquito.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes