Educação estadual entra em greve por tempo indeterminado

14/09/2017

Reportagem de

 

A classe se reuniu na Praça da Bandeira, centro de Bragança. A reunião dos profissionais da educação acontece quando a categoria entra em greve a nível estadual, reivindicando entre os diversos assuntos, a melhoria das estruturas escolares, transporte escolar, pagamento do piso salarial e garantia dos 200 dias letivos.

 

Após aprovação nas assembleias estadual e municipal, Bragança se mobiliza contra o não cumprimento do governo do estado para a aplicação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos educadores.

 

Na tarde desta quarta, 13, o SINTEPP foi notificado pelo Poder Judiciário do despacho da Desembargadora Luzia Nadja Guimarães, que em caráter de urgência designou nova audiência de conciliação para hoje 14, às 15h, no TJE. O processo se refere a ação declaratória de ilegalidade de greve, requerida pelo Governo do Estado.

 

A classe ver o comportamento da desembargadora como estranho, por agir justamente quando a classe decreta greve.

 

Enquanto ninguém chegar a um acordo, o movimento pretende manter a greve por tempo indeterminado.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes