Categorias de transportes regulares protestam e exigem mais fiscalização do governo de Bragança

07/11/2017

Reportagem de

 

Centenas ocuparam as ruas de Bragança na manhã desta terça-feira, 07. Mototaxistas e taxistas legalizados se uniram para exigir os mesmos direitos, de que o governo municipal, através do Departamento de Transito (Demutran), fiscalize efetivamente contra os irregulares.

 

Segundo as classes, quando feitos os trabalhos pelo Demutran, o órgão tem facilitado para os clandestinos. Após a apreensão dos automóveis, estes são devolvidos sem o pagamento das devidas taxas e multas. Com isso, os irregulares voltam a fazer os trabalhos. E o controle sobre eles se perde. Como resultado, é maior cada vez mais o número de clandestino que trabalham sem pagar devidamente os impostos.

 

 Depois de percorrer por ruas movimentadas da cidade, o movimento se concentrou em frente a prefeitura de Bragança e foram recebidos pelo prefeito Raimundo de Oliveira. Uma comissão de 10 taxistas e 10 mototaxistas foi criada para manifestar as exigências no gabinete do prefeito. Vereadores e assessoria do prefeito também estiveram presente na reunião.

 

Era visível a indignação de alguns profissionais que estavam insatisfeitos com os trabalhos que vem sendo realizados pelas gestões. A classe quer ação do governo.

 

Duas horas de muita conversa e por vezes ânimos acalorados, mas a reunião chegou ao final. Um dos compromissos firmados é a formação de uma comissão envolvendo representantes das categorias para acompanhar e fiscalizar os trabalhos do Demutran. Além disso, o órgão fiscalizador do transito de Bragança deverá, a partir de hoje, intensificar os trabalhos de fiscalização.

 

Apesar do que foi acordado, o mototaxista Lauro Junior está insatisfeito com resultado da reunião. Para ele, esperava mais do governo.

 

Para Raimundo Casseb, representante dos taxistas, caso o governo não venha cumprir com o acordado, o movimento voltará as ruas mais firme.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes