Árvores de mais de 15 metros caem no centro de Bragança

08/02/2018

Reportagem de

 

A mangueira de mais de 15 metros pertencia ao terreno de um prédio da Diocese de Bragança, aonde funcionava o departamento da guarda municipal, no centro de cidade, e estava com a raiz podre.

 

Era por volta de 17h30, desta quarta-feira, 07, quando um forte barulho assustou a família de dona Maria Ivanil. Ela, o marido e as filhas estavam no interior da casa.

 

O Corpo de Bombeiros esteve no local. Parte do muro foi condenada pela impacto e derrubada pelos oficiais.

 

Na momento da querda chovia fraco e não ventava. A árvore maior que caiu saiu levando a outra, de porte menor, que estava a sua frente. Parte da vegetação atingiu a casa. No quintal, tinha uma casinha de cachorro, e nela estava Meg, a cadela de estimação da família. A casinha ficou totalmente destruída, e por pouco, Meg não foi atingida.

 

Robson Melo, esposo de Maria Ivanil, estava se preparando para sair. E foi obrigado a mudar os planos.

 

O vizinho Paulo Sousa relata que por pouco uma outra casa não foi atingida. E afirma que o proprietário da árvore sabia do perigo que ela causava.

 

Por sorte Maria Ivanil e família não foram vítimas de uma tragédia. A dona de casa diz que foi um milagre.

 

Agora a família e a cadela Meg tentam superar o grande susto.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes