Detran-Pa entra em greve por tempo indeterminado

13/04/2018

Reportagem de

 

Servidores do Detran-Pa estão de braços cruzados a partir desta sexta-feira, 13, em todas as agências do Estado. A greve ocorre dois dias depois de a classe ter se reunido em assembleia geral na capital paraense.

 

A decisão para o início de paralisação foi unânime entre os mais de 140 sindicalizados que participaram da reunião. Entre as reivindicações estão, segundo o Sidtran (Sindicato dos Trabalhadores de Trânsito do Estado do Pará), o sucateamento do Detran em relação ao processo de terceirização, o congelamento da remuneração dos servidores públicos que reivindicam reajuste salarial de 30%, pedido de adicional de insalubridade para os funcionários do setor de vistoria e lacradores e cobram ainda a realização de concurso público no estado para o setor.

 

Durante visita ao município de Bragança o presidente do Sidtran, Élison Oliveira, cedeu entrevista ao jornalismo do SBT local para esclarecer o motivo da greve. Ele defendeu, que assim como outras agências, a de Bragança padece do processo de sucateamento dos serviços e infraestrutura do Detran.

 

 

Segundo Élison Oliveira, é necessário que a pressão aconteça até que o Governo do Estado sente com a classe para negociar as reivindicações.

 

Caso o governo não atenda as exigências da classe, a greve deve continuar por tempo indeterminado.

 

Quem pretendia fazer exames, provas teóricas, fiscalização, emitir documento de habilitação, terá que esperar o fim da greve, pois todos estes serviços foram afetados.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes