Quatro PM’s envolvidos no confronto com detentos são investigados pela Corregedoria da Polícia Militar

17/04/2018

Reportagem de

 

Quatros Policiais Militares do 33º Batalhão envolvidos na contenção do motim durante a rebelião que ocorreu no Centro Regional de Recuperação de Bragança na manhã desta segunda-feira, 16, estão sendo investigados pela Corregedoria da Polícia Militar por suspeita de uso de força.

 

Os policiais participaram do confronto com os detentos que tentavam fuga. Na ação, 5 morreram, outros ficaram feridos.

 

O objetivo da Corregedoria da Polícia Militar era deter os militares e transferi-los para a Unidade Regional de Policia Civil em Capanema, porém houve manifestação contra a medida em frente ao Batalhão em Bragança em favor dos policiais na noite desta segunda. No ato que reuniu dezenas de pessoas estavam representantes da Associação dos Cabos e Soldados PM e BM do Pará, Policiais Militares de Bragança e Capanema, vereadores e civis.

 

Caso a Corregedoria enquadrasse os policiais em flagrante, todos os policiais do Batalhão poderiam cruzar os braços.

 

A medida que poderia enquadrar os policiais por uso de força ganhou repercussão nas redes sociais em apoio aos policiais. Entre os manifestantes o deputado federal Éder Mauro que gravou um vídeo repudiando o Estado.

 

A Polícia Militar informou que os quatro policiais custodiados foram liberados ao final da noite desta segunda-feira. Antes, eles deram depoimentos a Corregedoria. A investigação espera laudos de micro balística do IML.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes