Servidor geral de Belém usa as férias para viajar de bicicleta para o interior do Pará

28/08/2018

Reportagem de

 

Josué da Silva Lira, de 44 anos, é um aventureiro nato. Morador de Belém do Pará e servidor geral de uma Unidade de Saúde da Capital, desde os 17 anos enfrenta grandes desafios sobre duas rodas. Com sua bicicleta adaptada, já percorreu quilômetros pelas estradas do nordeste paraense.

 

O mais interessante é que a bicicleta perdeu muito de sua essência. O para-lama, os pneus, o guidom, os retrovisores são de moto. A garupa é de uma cargueira. O transporte ficou mais pesado, mas isso é galho fraco para o aventureiro, que tem preparo físico.

 

A última parada de Josué foi em Basília, interior do município de Viseu, cerca de 280 quilometro de Belém.

 

Na bagagem algumas mudas de roupas e um isopor contendo leite e água. Além disso, muita força de vontade, para quem decidiu em suas férias de trabalho, pegar a estrada.

 

Por onde passa, o ciclista aventureiro faz seus registros. Mesmo com pouca tecnologia, Josué faz questão de filmar ou fotografar através deste celular para mostrar seu trajeto aos amigos que duvidam de suas histórias.

 

São imagens interessantes. De estradas de chão, pontos turísticos, de pessoas que o acolhem, de balneários, de manifestações culturais, até de animais mortos encontrados em seu caminho. E claro, da produção da farinha bragantina, produto que ele faz questão de levar na bagagem.

 

Sempre quando sai de férias, Josué faz questão de pegar sua bicicleta e sair pelas estradas. Não foi diferente desta vez.

 

As férias de Josué terminaram, agora ele retorna para Belém, daqui pra lá são aproximadamente 15 horas de viagem.

 

Viagem com cinco ou seis paradas para se hidratar e uma para alimentação, através de recurso próprio e da hospitalidade de amigos que faz pelo caminho.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes