Com suspeitos de morte de radialista presos, Homicídio está mais perto dos mandantes

19/11/2018

Reportagem de

 

Seis homens envolvidos na morte do radialista Jairo Sousa, ocorrida em 21 de junho de 2018, foram apresentados na tarde de sexta-feira, 16, na sede da Delegacia Geral, em Belém do Pará.

 

Entre os suspeitos a Policia apresentou o possível assino do radialista, Dione Sousa Almeida, de 29 anos.

 

A Divisão de Homicídios, que investiga a morte, chegou aos suspeitos através de provas testemunhais, imagens de circuito interno e outras investigações sigilosas, como afirma o delegado Eduardo Rolo, responsável pela operação.

 

Entre as suspeitas, alguns são parentes. O delegado descreve como realidade triste quando uma família siga o caminho da criminalidade.

 

Em entrevista Eduardo Rolo informou a possível motivação da morte de Jairo, a de que o radialista denunciava crimes cometidos por empresários e políticos.

 

A Policia pode emitir novas prisões.

 

Sobre a situação do vereador César Monteiro, que não foi encontrado pela Polícia, e por isso é considerado foragido, Eduardo Rolo preferiu não dar informação.

 

Apontado de ser o atirador, segundo as investigações, Dione Sousa Almeida, disse em entrevista que é inocente.

 

A imagem de circuito interno de uma residência revelou o assassino saindo de um veículo no dia da execução do radialista. Uma outra imagem feita no interior de uma delegacia mostra o andar de Dione. A forma de andar nas duas cenas é semelhante. Indagado sobre as semelhanças, Dione nega.

 

Jairo foi morto ao chegar no trabalho, por volta de 5h da manhã do dia 21 de junho de 2018 e foi alvejado com um tiro enquanto entrava no prédio aonde funciona a rádio Pérola FM.

 

A Polícia deveria cumprir o mandado de busca, apreensão e prisão. Quatro suspeitos não foram encontrados e são considerados foragidos. O prédio da empresa Torre Forte, do proprietário Dinho Lima, sobrinho do vereador César Monteiro, foi alvo da operação.

 

A Policia Civil e a Divisão de Homicídios desencadeou a operação batizada de “Pérola” nas primeiras horas da manhã de sexta-feira, 16. Mais de 50 homens da Policia Civil e Divisão de Homicídios estiveram envolvidos na ação.

 

Veja a lista completa dos presos:

 

  • Jadisson Guilherme Reis de Souza, 22 anos

  • Otacilio Antônio da Silva, 53 anos

  • Moisaniel Souza da Silva, 50 anos

  • Jedson Miranda da Silva, 22 anos (Filho do Moisaniel)

  • Dione Souza Almeida , 29 anos (acusado de atirar no radialista)

  • José Roberto Costa de Souza, 48 anos - (pai do Jadisson).

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes