Augusto Corrêa vive noite de terror após morte de jovem pela PM.

30/01/2019

Reportagem de

 

A morte do pescador Guilherme Ferreira de Araújo, de 20 anos, causou uma noite de terror em Augusto Correa, nordeste paraense, nesta terça-feira, 30.

 

A Policia Militar realizava uma operação no município, em uma região de mata a procura de criminosos. Guilherme, que estava em uma moto, foi abordado pelos policiais que pediram que parasse. O jovem, aparentemente bêbado, não obedeceu e seguiu iniciando uma fuga. Durante a perseguição foi atingido por tiro.

 

Guilherme chegou a ser levado para o hospital do município, mas não resistiu.

 

Populares se concentraram na área do hospital municipal e alguns vândalos infiltrados na multidão entraram em confronto com a PM usando pedras, a Polícia revidou com balas de borracha, bomba de efeito moral, gás lacrimogênio e spray de pimenta.

Policiais e populares ficaram feridos.

 

Os vândalos também tentaram invadir a casa de saúde. Há alguns quarteirões dali puseram fogo em pneus e pedaços de madeira.

 

Moradores do entorno tiveram prejuízos nos telhados e portas por causa das pedras que estavam sendo lançadas.

 

Estabelecimentos comerciais também foram afetados. O Grupo Tático Operacional do 33º Batalhão de Bragança foi acionado para reforço.

 

O confronto durou em torno de três horas.

 

Quatro pessoas, incluindo dois adolescentes, foram detidas.

 

A morte de Guilherme causou indignação aos familiares que afirmaram que ele era inocente.

 

A PM continua no município em pontos estratégicos mantendo a ordem. A venda combustível em recipientes está proibida na cidade por tempo indeterminado.

 

O corpo do jovem foi removido as 1h30 da madrugada pelo IML para perícia.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes