Maranhãozinho está sem água porque fornecedor está há 4 meses sem receber da prefeitura de Bragança

19/02/2019

Reportagem de

 

A primeira vez que a comunidade do Maranhãozinho, interior de Bragança, foi prejudicada por uma enxurrada que veio do lixão de Bragança foi em 14 de maio de 2018, ocasionando falta de água potável aos moradores.

 

Até o ano passado, a água que escorria pela tubulação, que atravessa o Maranhãozinho, era limpa. Depois do rompimento de uma barragem do lixão, escorre o puro lixo e um cheiro insuportável. O líquido que escorreu acabou atingindo o lençol freático, condenando desta forma as cisternas que produzem água limpa, mas condenada pela prefeitura.

 

Tivemos acesso ao ponto crítico aonde acumula a água do lixão. Fica no ponto mais baixo do terreno. Quando transborda, atinge os moradores que moram do outro lado da vegetação aonde fica o Maranhãozinho.

 

Desde quando este pesadelo começou, os moradores dependem de distribuição de água em uma caçamba por meio de um fornecedor, contratado pela prefeitura que ainda no ano passado ficou uma vez sem distribuir o produto por quase 15 dias por falta de pagamento.

 

O problema se repete desde quinta da semana passada, pois segundo os moradores o fornecedor está há 4 meses sem receber pagamento.

 

E o que está faltando nas caixas de água distribuídas pela prefeitura a algumas famílias o aposentado Getúlio Sousa está repondo do que cai das biqueiras de chuva para uso diário e em algumas vezes para consumo próprio.

 

Janilson Pestana também compartilha a penúria vivida pela falta de distribuição. Para ele, os órgãos municipais estão faltando com a verdade.

 

O poço relatado pelo morador está sendo instalado no ponto mais alto da comunidade. A obra está parada. O prazo de serviço sinalizado na placa aponta para junho de 2019. O valor estimado para construção do sistema coletivo de abastecimento é de mais de R$ 6,6 milhões, que deverá beneficiar 16 comunidades. Até lá, é obrigação da prefeitura fazer a distribuição de água potável as dezenas de famílias que lá moram.

 

Em resposta, a Prefeitura informou que “até a próxima semana, já será inaugurado o sistema de água daquela área. Para os moradores não beneficiados nesta fase funcionará uma torneira pública. A expansão do sistema não estava prevista no projeto que agora será entregue. Mas esta expansão será analisada pela Prefeitura".

 

Sobre o pagamento do fornecedor e a normalização de distribuição de água, a prefeitura disse que “vai verificar o pagamento e normalizar o fornecimento da água o mais rápido possível”.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes