Câmara prorroga aceitação de denúncia contra Tamariz

01/04/2019

Reportagem de

 

A sessão Legislativa da Câmara Municipal de Tracuateua de sexta-feira, 29, teve participação massiva de populares, principalmente de pessoas que querem o afastamento do prefeito Tamariz Cavalcante, denunciado pelo Ministério Público do Pará por Improbidade Administrativa.

 

Entre os participantes o vice-prefeito José Braoli da Costa, que usou espaço da Tribuna para se manifestar sobre o momento atual de Tracuateua.

 

Afastado pelo Tribunal de Justiça da comarca de Bragança na tarde de terça, 19, Tamariz retornou ao cargo dias depois através de uma liminar.

 

Além das denúncias de favorecimento a empresas licitadas, o prefeito denunciado também responde por danos ao erário público, enriquecimento ilícito e violação aos princípios administrativos.

 

Estas denúncias poderiam afastá-los do cargo caso fossem colocadas em votação na Câmara e obtivesse pelo menos 6 votos favoráveis. Mas durante a sessão foram apresentadas outras que não foram as do Ministério Público Estadual, mas de Hugo Armando Lisboa Moura sobre os mesmos crimes. Prato cheio à base aliada do governo que entendeu que por se tratar de matéria nova teria que ser apreciada para só depois ser votada. E foi o que aconteceu. Tamariz e seus aliados ganharam mais tempo até a próxima sexta quando o assunto voltar ao plenário. Isto causou total desconforto no prédio.

 

Caso a denuncia seja aceita, Tamariz deve ser afastado da função por até 90 dias até a conclusão dos trabalhos da Comissão processante.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes