Terreno de APP na Vila Sinhá está virando lixão a céu aberto

10/07/2019

Reportagem de

 

Através de imagem de satélite é possível ver a área devastada, consequência da exploração irregular de empresas públicas e privadas, que há alguns anos retiram do local piçacarra sem nenhuma autorização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma). O local é uma Área de Preservação Permanente (APP) que há muito tempo está sendo explorada de forma irregular.

 

 

Não há fiscalização efetiva que controle a exploração, com isso um grande buraco se formou. A situação se agrava porque o espaço está se tornando um grande lixão a céu aberto.

 

Imagens feitas por moradores mostram caçambas despejando lixo no local. Esta cena se repete todos os dias a qualquer hora.

 

 

A Semma foi informada das irregularidades e esteve na área fazendo o levantamento. O fiscal responsável, Wilkens Andrande, disse que a situação é falta de respeito.

 

Durante a entrevista o fiscal foi indagado sobre exploração por meio de órgão publico. Wilkens afirmou que na época foram tomadas as providências.

 

Segundo o fiscal, em 45 dias as sinalizações de proibição de exploração serão afixadas no local, mas afirmou que fará trabalho de fiscalização diariamente.

 

A APP está poucos metros do Instituto Federal e do Conjunto João Alves da Mota, no bairro da Vila Sinhá.

Please reload

Em Destaque

Matéria reúne participação de legisladores da base aliada ao governo de Bragança

25/10/2019

1/10
Please reload

Recentes